Você pode gostar de muitas coisas, mas é preciso saber se você realmente precisa delas. Ter um projeto é fundamental,  mas na hora da compra, principalmente dos itens decorativos, pode acontecer de se perder com tantas opções e novidades.

Por isso, a minha dica é: Um ambiente de cada vez. Observe os objetos com relação ao todo. Identifique a proporção que o produto que você está comprando irá tomar entre os objetos que você já tem e leve em consideração:

  • quem está envolvido no projeto / quem ocupa ou pode vir a ocupar o espaço
  • quais peças serão mantidas / o que tem no espaço
  • o que fica e o que pode ser alterado completamente
  • qual tipo de iluminação: direta, indireta, quente (mais amarelada) ou fria (mais branca)
  • hobbies, esportes, cores preferidas, estilo de vida

As cores pontuam o ambiente. Dica para as composições: Se está neutro, pense no colorido. Se está colorido, pense no neutro. O contraste das cores é importante para criar cenários.

  • As linhas horizontais, verticais ou inclinadas podem proporcionar sensações de acordo com suas formas. O olho humano tende a se fixar numa linha e percorrê-la até o fim. Por isso, muitas linhas em várias direções criam um ambiente confuso. É importante haver equilíbrio e simetria em cada parte
  • Nos móveis:  Linhas orgânicas (arredondadas) podem ser combinadas com linhas retas
  • Nos metais: evite misturar cores metálicas
  • Tons de madeira não precisam ser idênticos, mas eles devem interagir entre si, os vidros também

Tente unir: qualidade, utilidade e beleza.

Abaixo, imagens (via Pinterest) de decorações que mostram bem como é importante ter harmonia entre as cores, as texturas, as formas, brilho e elementos que dão vida e conforto ao ambiente.


Se estiver com dificuldades para fazer suas escolhas, contrate um designer de interiores para ajudá-lo, mas não deixe de se envolver na escolha dos detalhes que vão compor e dar personalidade aos ambientes da sua casa. Conforto é necessário, estética é gosto. Podem estar separados, mas é sempre melhor quando conseguimos unir os dois.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *